A obra do artista
Categoria: Literatura

 

Acabo de ler o livro A obra do artista – Uma visão holística do Universo, de Frei Betto. Trata-se de um livro de divulgação científica, seara que eu pensava própria de jornalistas especializados ou, até mesmo, de cientistas, como o nosso Marcelo Gleiser. O livro me surpreendeu. Gosto de passear por esses mistérios insondáveis (até quando?) que seduzem desde sempre. Minha inteligência baldia tem um interesse comovente pelo que não pode alcançar. Não bastasse o vasto panorama dos movimentos que a ciência vem fazendo nos domínios do infinitamente grande e do infinitamente pequeno, o livro ainda vem recheado de pitadas poéticas e de humor. Exemplo de humor: “Há quem diga que justamente por terem captado nossa programação de TV os extraterrestres ainda não se aproximaram, por considerarem que, em nosso planeta, não há vida inteligente…”. Esse mundo, vasto mundo, está escrito numa linguagem que resiste à decifração em três domínios: a origem do universo; dentro do universo, a origem da vida; dentro da vida, a origem da consciência. Frase inquietante do livro: “A matéria traz um projeto em seu ventre: tomar consciência de si”. O passo além da consciência de si é conseguir remontar a gênese de tudo. Já eu tenho de cuidar das incômodas trivialidades da vida, só suportáveis porque existe a sexta-feira, o dia seis estrelas, o dia que anuncia o sábado – o melhor de todos, o dia hors-concours.


(0)





© 2017 - ArteVida – A vida sem a arte é insustentável – Blog do Tarlei Martins - todos os direitos reservados
Design: V1 Digital - desenvolvido em WordPress