Buriti ©
Categoria: Literatura

Guimarães Rosa, no seu famoso discurso de posse na Academia Brasileira de Letras, constelou a sua Cordisburgo com estas palavras: “Cordisburgo era pequenina terra sertaneja, trás montanhas, no meio de Minas Gerais. Só quase lugar, mas tão de repente bonito”.

Hoje é aniversário da minha pequenina Buriti Alegre e não resisti à tentação de tomar emprestado o brilho das palavras do Rosa para tentar esta paráfrase: “Buriti Alegre é pequenino lugarejo encantado, beira planalto, nos confins de Goiás. Só quase vereda, mas tão de repente mítico”.

Não preciso dizer mais nada!

  

© Nota de canapé: Novela de Guimarães Rosa publicada originalmente no livro Corpo de baile. Atualmente integra o volume Noites do Sertão que, junto com Manuelzão e Miguilim e No Urubuquaquá, no Pinhém, formam os três volumes resultantes do desmembramento do Corpo de baile.


(0)





© 2017 - ArteVida – A vida sem a arte é insustentável – Blog do Tarlei Martins - todos os direitos reservados
Design: V1 Digital - desenvolvido em WordPress