Solar ©
Categoria: Música

No livro Minha mãe se matou sem dizer adeus, do grande Evandro Affonso Ferreira, o narrador diz que certo personagem parece ter sempre um sol a tiracolo. O livro, como o próprio título anuncia, é sombrio, escuro, desencantado, e é narrado por um escritor que, mesmo não gostando da vida, não consegue cortar-lhe o fio. E sendo o livro sombrio, a imagem de alguém que tem um sol a tiracolo brilha mais ainda. Sou tímido, mas um tímido que carrega quase sempre o sol da alegria estampado na cara. Tenho uma natureza solar, apesar da timidez. Minha sintonia é com o riso, a brincadeira, a alegria. A vida é cheia de graça. E para achar graça na vida basta aprender para onde dirigir o olhar. Não fecho os olhos para o lado escuro da vida, mas a minha sintonia maior é com o lado do sol, o lado que brilha. Não perco ocasião de alegria. O riso, sempre pronto nos lábios, fica à espreita de algum lance alegre, divertido, engraçado. E se é para rir, rio de fechar os olhos, rio para além dos lábios, rio com a cara toda. Trago sempre um riso atocaiado na boca. E o riso explode por qualquer besteira, qualquer alegria baldia. Não sei de quem herdei o riso assim tão solto, tão à flor dos lábios. Talvez do pai, com quem convivi quase nada. Lembro com saudade episódios da meninice em que o riso não era bem-vindo (nas brincadeiras de esconde-esconde, por exemplo) ou às vezes era até proibido (na sala de aula, por exemplo). A interdição funcionava para mim como o mais irresistível dos convites. Aí não tinha jeito: era rir, rir e rir. Adiar o riso? Jamais. Continuo assim até hoje: rindo com a vida, rindo para a vida.

© Nota de canapé: Parceria de Mílton Nascimento e Fernando Brant.


(2)


    marienide Mirandai
    8 de agosto de 2014

    Amei, amei, amei!!! Me vi!!!
    Beijos, menino!
    Carinhos e risos,
    mari


    Tarlei
    8 de agosto de 2014

    Que bom, Mari! Os que temos o dom da alegria somos todos iguais…
    Bjs,
    Tarlei






© 2017 - ArteVida – A vida sem a arte é insustentável – Blog do Tarlei Martins - todos os direitos reservados
Design: V1 Digital - desenvolvido em WordPress