De malas prontas ©
Categoria: Literatura

Estou de malas prontas, rumo a Paraty, oito anos depois da minha primeira Flip. Não fosse eu o preguiçoso que sou, teria voltado todo ano, tanto me encantei com a cidade e a festa em torno do livro. Tanto assim que, ao voltar daquela primeira Flip, prometi: Paraty, eu volto! Tô voltando, não importa que depois de tamanho lapso de tempo. Até o fim do dia de hoje espero estar pisando de novo aquelas pedras imperiais e de novo respirando literatura por todos os poros. Infelizmente terei de voltar antes do fim da festa. E que os dias que lá ficarei valham por todos. Além de curtir a festa da cidade e a cidade em festa, vou aproveitar o momento para atrair alguns leitores. Explico: levo na bagagem cem exemplares de Quase Nada, livro com que pretendo presentear os improváveis leitores interessados. Meu receio é que os leitores não acreditem tratar-se de um presente ou, mesmo acreditando, não o aceitem. Se isso acontecer – e que assim não seja! –, corro o risco de retornar com os cem livros na bagagem, quando o meu desejo é voltar sem nada, ou quase nada. O editor e alguns amigos dizem que oferecer o livro de graça é um meio de desvalorizá-lo. Eu penso que o valor de um livro é de outra ordem, quase nada tendo a ver com a questão comercial. Um livro vale por si mesmo. Mas, desconfiado de que o meu livro possa espelhar o título com que o batizei, então é justo que o preço seja também quase nada – ou nada. Um escritor quase anônimo precisa, antes de tudo, ganhar leitores, não importa se dois, dez ou cem. O que ele não pode é ficar sem leitores. Deixar de ser anônimo, ganhar algum dinheiro (Eu não preciso de muito dinheiro, graças a Deus – Waly Salomão e Jards Macalé), isso é assunto para um futuro quando. Agora é só pensar na viagem, na festa, nas delícias de Paraty. E o leitor que desejar ganhar Quase Nada, me procure nas proximidades da Tenda do Telão. Será um prazer. Até lá!

© Nota de canapé: Livro da Danuza Leão.


(0)





© 2017 - ArteVida – A vida sem a arte é insustentável – Blog do Tarlei Martins - todos os direitos reservados
Design: V1 Digital - desenvolvido em WordPress