De graça ©
Categoria: Música

“Sinto que o melhor da vida vem de graça” – diz o verso de uma canção. Pena que hoje pareça haver tão pouco espaço no desenho da vida para se curtir o que é (quase) de graça.

É aquele cheirinho de café recém-coado que inunda a manhã e funciona como um despertador olfativo. É aquele pão-com-ovo que se come feito príncipe. É aquele arroz-com-feijão-bife-salada saboreado com régia majestade. É aquela música que toca no rádio e faz rima perfeita com o lugar e o momento. É aquele caminhar na praia com o mar lambendo areia e pés. É aquele sopro de maresia banhando pulmões e alma. É aquele comentário ultrageneroso que voa nas asas de uma palavra e te deixa passarinho. É essa mistura desobediente de segunda e terceira pessoa – porque, gramática à parte, o bom mesmo é quando as pessoas se misturam, se tocam, se abraçam. É aquele abraço que chega antes mesmo dos braços se abrirem. É aquele sorriso que vem tanto do rosto e dos olhos quanto dos lábios. É aquela rebeldia de guardar no armário todas as urgências que gritam sua pressa e pegar um cineminha no meio da tarde. É aquele livro que você abre e, a bordo de suas asas, viaja para dentro do inabarcável coração da vida. É aquela alegria que, vinda do nada, de si mesma toma mais alegria. É aquele barulhinho de chuva na madrugada que, ao te acordar, é mais um convite ao sono. É aquele sonhar acordado (Se você pode sonhar, você pode fazer – Walt Disney). É aquele sono constelado de sonhos bons (Sonhar é acordar-se para dentro – Mario Quintana). É tanta coisa mais!

Porque quem é feliz mesmo, pra valer, é feliz de graça.

© Nota de canapé: CD do Marcelo Jeneci. A canção com os versos “Sinto que o melhor da vida vem de graça” pode ser ouvida aqui – e de graça!


(4)


    Marineide Oliveira
    15 de julho de 2014

    Tarlei,
    está tão lindo, que não tenho o que dizer. Este, eu vou portar sozinho… soberano! Ele diz, e diz tanto que voamos!
    Beijo, menino que amo!
    Mari
    “Porque quem é feliz mesmo, pra valer, é feliz de graça.”


    Tarlei
    15 de julho de 2014

    Mari, minha querida, agora sou eu que não tenho o que dizer. Então voemos!!
    Beijo e obrigado!
    Tarlei


    Luci Afonso
    15 de julho de 2014

    Tarlei,

    Acabei de ouvir uma música que diz: “O melhor lugar do mundo é dentro de um abraço”.
    Vou dormir dentro do abraço da sua crônica.
    Boa Noite!
    Luci


    Tarlei
    16 de julho de 2014

    Querida Luci,
    Num abraço cabe um mundo.
    Que bom acordar dentro do abraço do seu comentário!
    Muito obrigado!
    Tarlei






© 2017 - ArteVida – A vida sem a arte é insustentável – Blog do Tarlei Martins - todos os direitos reservados
Design: V1 Digital - desenvolvido em WordPress