Esses livros dentro da gente ©
Categoria: Literatura

O jornalista e escritor José Castello, colunista de O Globo, leitor apaixonado e de cujo texto gosto muito, diz que habita os livros, instala-se dentro deles fazendo marcações coloridas, anotando, sublinhando etc. Eu, igualmente um leitor apaixonado, digo que os livros é que me habitam, o que não faz grande diferença: eu dentro do livro ou o livro dentro de mim, o que importa é a relação de visceralidade. Posso dizer que minha biblioteca sou eu. Espelho de mim, minha biblioteca é confusa, dividida, desorganizada… Mas, estranhamente, é esse caos que me organiza, é nele que busco orientação. É como se eu fosse um navegante que, em busca do cais definitivo, partisse para descobrir os sete mares, bebendo de todos eles. Essa sede inestancável é, talvez, meu método de reter o essencial. A dúvida é se se trata de uma retenção plausível, atingível. Admitindo que sim, quando isso acontecer poderei, então, me contentar com uns 500 livros essenciais, aqueles que garantirão a inteireza possível de um eu forçosamente proteico. Afinal, como assevera Gabriel Perissé, “não é preciso ler todos os livros, mas apenas aqueles 400 ou 500 essenciais que hão de abrir as cadeias da ignorância, do medo e do preconceito”. Assim seja!

  

© Nota de canapé: Livro delicioso da escritora Stela Maris Rezende, mineirinha de Dores do Indaiá, mestra em Literatura Brasileira (dissertação sobre Graciliano Ramos e a literatura infantil), autora premiada de livros infanto-juvenis.


(2)


    Monique
    26 de fevereiro de 2011

    Oi primo, minha mãe recebeu seu e-mail a convidando para visitar seu blog e me chamou para conferi-lo. Ela disse que, quando lê os seus textos, imagina-o falando, como nos velhos tempos, com a voz mansa e cheia de humor.
    Posso dizer apenas que adoramos. A sua paixão pela leitura é contagiante e só nos faz orgulhar de tê-lo como um membro da família.

    Beijos.


    tarlei
    26 de fevereiro de 2011

    Monique,
    Obrigado pelo comentário! Fico muito contente que você e sua mãe tenham gostado. Sou um homenino que adora inventar moda. Agora seja o que o padroeiro da internet (Santo Isidoro) quiser! E se caí na rede, tenho mais é que deitar e rolar (rsrsrs).
    Abraços,
    Tarlei






© 2017 - ArteVida – A vida sem a arte é insustentável – Blog do Tarlei Martins - todos os direitos reservados
Design: V1 Digital - desenvolvido em WordPress