Correnteza©
Categoria: Música

Estamos todos navegando na correnteza do tempo, cumprindo a nossa travessia. E antes de sermos expulsos das margens do tempo para um tempo sem margens, haveremos de deixar para trás companheiros de viagem fundamentais no percurso que fazemos no tempo. É a vida. É da vida. Temos que seguir nosso destino. E o nosso destino inclui o baque de perder aqueles a quem temos por guias. E ficamos assim meio desbussolados, desorientados. Mas logo o rio do tempo devolve-nos ao seu leito. O imperativo de ir adiante é poderoso. O pêndulo da vida de todos nós oscila sempre entre dor e alegria. Não há como fugir disso. E é justamente a vivência da dor que faz a gente saborear melhor a alegria. É justamente a vivência da alegria que nos permite enfrentar a dor. Tudo é passageiro, impermanente. Num arco de apenas 24 horas, conhecemos a noite e o dia, o escuro e o claro. E se faz escuro na nossa vida, temos de buscar amparo nesta certeza: “Não se encontra a manhã a não ser pelo caminho da noite”. O imperativo de viver ensina-nos a conviver com buracos na alma. A cada perda, um buraco. A cada buraco, a busca do amparo da fé pra gente não cair. Só andando com muita fé mantemo-nos de pé. Então é isso: fé e força – sempre!

© Nota de canapé: Parceria de Tom Jobim e Luiz Bonfá.


(0)





© 2017 - ArteVida – A vida sem a arte é insustentável – Blog do Tarlei Martins - todos os direitos reservados
Design: V1 Digital - desenvolvido em WordPress