Alta ajuda ©
Categoria: Literatura

Li em algum lugar que a filosofia é uma espécie de auto-desajuda. É que a filosofia não facilita nada. Não tenho a menor atração pela dita literatura de auto-ajuda. Não gosto do excesso de simplificação que é o caminho da auto-ajuda. Também não gosto do excesso de complicação pelo qual costuma se embrenhar a filosofia – ou certos filósofos. Sou devoto mesmo é da alta ajuda que pode advir da alta literatura. O ser humano é um macaco complexo, como já disse Caetano numa canção. A literatura é um dos mais sofisticados e complexos exercícios de alteridade a que um ser humano, esse macaco complexo, pode se entregar. Porque a verdade é que quase nada sabemos de nós mesmos. A literatura nasce da falta, da falha… Somos cheios de buracos. A literatura é o impulso que leva o homem a querer saber de si – que é um querer saber de todos. Como diz uma canção, “todos nós um nó / todos nós os mesmos”. A literatura é a arte da procura. Quem escreve literatura, quem vai ao fundo de si mesmo, às vezes tem vislumbres de como se tramam os fios do feixe de sentimentos que comanda e sustenta o macaco complexo que somos. Esses vagos clarões sobre a desordem constitutiva dos nossos sentimentos são altamente redentores, humanizadores. A alta literatura propicia o que tão sabiamente disse Guimarães Rosa: “É preciso sentir até tirar as cascas da alma”. É isso que nos salva. Ou nos põe no caminho da salvação. Amém.

© Nota de canapé: Livro do ensaísta Francisco Bosco.


(2)


    Angela Delgado
    6 de agosto de 2013

    Adorei seu texto e a foto!! Vou botar no meu blog, posso?
    Apesar de ele ser menos lido do que o seu…
    Um ótimo dia!


    Tarlei
    6 de agosto de 2013

    Querida Angela,
    fique à vontade para usar o texto no seu blog.
    Blog menos lido? Acho difícil outro blog rivalizar com o meu no quesito índice de leitura. O que importa é que tenho em altíssima conta meus raros leitores, você, claro, entre eles…
    Abs,
    Tarlei






© 2017 - ArteVida – A vida sem a arte é insustentável – Blog do Tarlei Martins - todos os direitos reservados
Design: V1 Digital - desenvolvido em WordPress