Bicho homem ©
Categoria: Música

“De perto ninguém é normal” – diz um verso de uma canção de Caetano. As evidências disso estão por toda parte. No elevador, por exemplo. Um comportamento muito peculiar vem me chamando a atenção: ao sair do elevador, cuspimos um “bom-dia” aos colegas de infortúnio. Não é estranho? Entramos silenciosos no elevador, cara amarrada (ninguém ri ao ir para o tronco – é compreensível), fazemos rápida inspeção visual no espelho do próprio elevador, mulheres investigam as bolsas (parecem contêineres), homens ajustam as gravatas (argh!!) – e lá vamos nós, cada qual para sua estação de trabalho, não sem antes atirar o “bom-dia” protocolar e (acho) fora de hora. Acabo fazendo o mesmo, obedecendo ao instinto de seguir a manada. Vale dizer que o “bom-dia” não é regra. Há os que entram e saem em silêncio (acho horrível!), há os que dizem “bom-dia” de costas, já de saída do elevador (acho indelicado!), há os que (como eu) dão uma olhada geral para todos e dizem “bom-dia” (acho simpático!) e há os que sequer respondem ao “bom-dia” (acho o fim!). A vida é assim mesmo. Anyway, sigo em frente tentando espalhar gentileza por onde passo. Posso?

© Nota de canapé: Parceria de Milton Nascimento e Fernando Brant.


(4)


    Edna Freitass
    3 de março de 2013

    amigo tarlei, recentemente, conversávamos meu sobrinho e eu acerca dessas gentilezas…. que a gente nunca vai saber A FALTA QUE FEZ o nosso BOM DIA a alguém. e o quanto o nosso BOM DIA pode alterar completamente a vida de alguém…. noutro recorte, certa vez, senhor Brás, o jardineiro daqui de casa… enquanto cortava a grama, era cumprimentado pelos vizinhos que passavam… bom dia, bom dia, bom dia, bom dia! passados alguns minutos ele me disse: a senhora pensa que isso é comum noutros condomínios? aqui, as pessoas passam e desejam BOM DIA! em muitos outros condomínios, as pessoas passam e parece que nem me enxergam…. eu sorri feliz pois moro em um condomínio onde todos desejam BOM DIA. Ainda que não ouçamos o eco do nosso bom dia… devemos continuar a desejar BOM DIA. Tarlei, bom dia!!!


    Tarlei
    4 de março de 2013

    Querida Edna,
    aproveitando o mote do jardineiro, Sr. Brás, digo que não me canso de entregar a flor de um BOM DIA aos meus vizinhos de vida. O BOM DIA é uma flor de muitas pétalas onde cabem outras gentilezas: com licença, por favor, obrigado, desculpe etc.
    Abs,
    Tarlei


    Angela Delgado
    5 de março de 2013

    A famosa “Gentileza gera gentileza”…
    Bom-dia e obrigada!


    Tarlei
    5 de março de 2013

    Querida Angela,
    gentileza é como um tecido felpudo que amacia o contato humano. E a gentileza anda tão escassa!!! Sempre lembro esses versos do Antônio Cícero: “Será que terei de me tornar um insensível apenas para atender a demanda do mercado atual?” Que assim não seja!
    Abs,
    Tarlei






© 2017 - ArteVida – A vida sem a arte é insustentável – Blog do Tarlei Martins - todos os direitos reservados
Design: V1 Digital - desenvolvido em WordPress