Seminário dos ratos ©
Categoria: Literatura

(PSiu: Em homenagem ao Dia do Leitor)

Decidido a conhecer dois importantes projetos voltados para a promoção da leitura, desgrudei do Plano e fui parar na Ceilândia, mais precisamente no Shopping Popular de Ceilândia. Do Plano até Ceilândia, metrô. Do metrô até o Shopping, pés. Venci estoicamente os vinte minutos de caminhada e o sol das duas da tarde. O objetivo da expedição foi conhecer os projetos Roedores de Livros e Seminário dos Ratos, de cujos coordenadores sou amigo. Me encantei de cara. É tudo feito com muito pouco, mas sente-se em tudo o capricho, o cuidado, a vontade de fazer bem feito. Os Roedores, projeto coordenado pelos amigos Tino Freitas e Ana Paula Bernardes, já mereceu até destaque numa edição especial da Revista Nova Escola cujo tema era Leitura. O Seminário é coordenado pelas amigas Clara Etiene e Edna Freitass, respectivamente doutora e mestre em Literatura pela Unb. Os dois projetos têm como foco levar os livros até os leitores. Ou animar os leitores a irem até os livros. O Seminário funciona assim: sábado sim, sábado não, a ratatuia do bem sai em expedição e passa o dia no Shopping. De toca em toca, quero dizer, de box em box, oferece livros (em empréstimo) aos comerciantes e seus filhos. O cardápio de livros é servido em carrinhos de feira (chamados biblio-rodas), mais que apropriados para o lugar.

E os “ratos” que servem o cardápio usam um aventalzinho que os identifica junto aos leitores. Daí a quinze dias os “ratos” voltam para recolher os livros emprestados e oferecer novo cardápio de livros. Hoje já há quem, mais que apenas escolher, traz sugestões para o cardápio. No começo do projeto, como me contou a querida Edna, os comerciantes se mostraram ressabiados. Não demorou muito e, roídos de curiosidade, caíram na ratoeira. Não é lindo? Todo o acervo é feito de doações. O projeto Roedores faz mediação de leitura e empresta livros aos “roedores” cadastrados. Cada “roedor” tem um embornal com o logo do projeto e é usado para levar e devolver livros. Os Roedores contam com um espaço cedido pela administração do Shopping. Lá instalaram uma Bibliotoca. Lá acontecem as sessões de leitura e de contação de histórias.

O que se vê em tudo é o requinte da simplicidade. É de se comover. Encerrei minha visita com o coração roído de admiração pelos projetos. E com umas idéias fazendo ruído na cabeça.

© Nota de canapé: Livro (e um dos contos do livro) de Lygia Fagundes Telles.


(8)


    Angela Delgado
    7 de janeiro de 2013

    Que máximo esse projeto, adorei! Sua amiga Edna Freitas está de parabéns.
    Qualquer dia levo meus livros lá ao Green’s, para serem “roídos”, está bem?


    Tarlei
    7 de janeiro de 2013

    Querida Angela,
    sou um “roedor” que não dá conta de “roer” tanta coisa boa que há para ser “roída”. Já me conformei. Vou “roendo” conforme dá. O que não me falta é apetite.
    Bjs,
    Tarlei


    Inês
    7 de janeiro de 2013

    Que belo projeto, Tarlei! Apoio a todas as iniciativas como essa, com o objetivo de democratizar a leitura. Eles aceitam doações de livros?
    Abraço de uma leitora.


    Tarlei
    7 de janeiro de 2013

    Oi, Inês!
    A iniciativa precisa mesmo do nosso apoio. Estou pensando em propor, entre os colegas, uma campanha de arrecadação de livros para o projeto. Aguarde!
    Abs,
    Tarlei


    Stella Maris Rezende
    11 de janeiro de 2013

    Que maravilha!!! Parabéns, Tarlei!


    Edna Freitass
    12 de janeiro de 2013

    Muito querido Tarlei, grata pela leitura feita acerca do nosso projeto. Volte sempre! Angela, visite-nos! Pegue carona com Tarlei. Desde já, agradecemos. Inês, sim, aceitamos doações. Abraços literários procêis.


    Tarlei
    14 de janeiro de 2013

    Querida Stella,
    muito obrigado pela visita e pelo comentário! Ara mas tá se não tô pra lá de honrado!!! De fato os projetos são especiais e levados por voluntários incansáveis, encantados e encantadores.
    Abs,
    Tarlei


    Tarlei
    14 de janeiro de 2013

    Edna, minha querida!
    Haverei de voltar. E quem sabe levo as amigas (e escritoras) Inês e Angela!!
    Abs,
    Tarlei






© 2017 - ArteVida – A vida sem a arte é insustentável – Blog do Tarlei Martins - todos os direitos reservados
Design: V1 Digital - desenvolvido em WordPress