Feliz ano novo ©
Categoria: Literatura

A vida não pára. Mal a gente desembarca do “feliz ano velho” e já corre para o embarque no “feliz ano novo” – isso até o desembarque final para o qual não tenho pressa alguma. 2012 já foi para os bastidores do tempo e 2013 está no centro do palco – 2013 é o cenário e nós os atores, prontos para encenar o que a vida viver em nós. E para começar bem 2013 nada melhor do que ouvir a Receita de Ano Novo, de Carlos Drummond de Andrade.

Acrescento à receita drummondiana uns comandos bem-vindos na vida de todos nós. Os comandos foram decalcados da letra da canção Do it (pode ser ouvida aqui), parceria de Lenine e Ivan Santos. Eis o decalque:

Se é pra rir, role.
Se é pra fazer, enrole.
Tá com pressa, acalme.
Tá com calma, mantenha.

Se tem dinheiro, gaste.
Se tem dívida, resgate.
Se é de graça, aproveite.
Se é caro, encare.

Tá contente, espalhe.
Tá triste, disfarce.
Se tem pouco, reparta.
Se tem muito, reparta.

Se acordou, levante.
Se dormiu, sonhe.
Se tá vivo, viva!
Se tá certo, lute.

Se tá errado, relute.
“Se tem festa, dance”.
Se tá bom, celebre.
Se tem música, requebre.

Se tiver de apelar, espere.
Se tiver de esperar, apele.
Se tá na chuva, molhe.
Se tá na sombra, peça água fresca.

Se tem saúde, agradeça.
Se tem paz, agradeça e reze.
Se tem tempo, desperdice.
Se tem espaço, espreguice.

Se quer ser feliz, tente.
Se quer ser mais feliz, invente.
Se quer ser sempre feliz, reinvente.
Se acredita, experimente.

Se é Ano-Novo, Feliz Ano-Novo!

© Nota de canapé: Livro do Rubem Fonseca.


(4)


    Angela Delgado
    1 de janeiro de 2013

    Bem-vindo a 2013. Já gostei do primeiro ato e continuo aqui na platéia para te aplaudir!


    Tarlei
    2 de janeiro de 2013

    Bem-vinda sempre! É a primeira aparição do ano nos bastidores do puxadinho. Obrigado pela generosidade do imerecido aplauso. Espero manter o fôlego para continuar espalhando nonadas a três por quatro.
    Abs,
    Tarlei


    Marineide Miranda
    28 de maio de 2014

    Tarlei,
    ficou muito bacana!!! Maravilhoso como tudo que escreves! Eu adoro você e seus escritos, moço! Você é meu amigo de outras vidas!
    Beijos,
    Mari


    Tarlei
    29 de maio de 2014

    Amiga Marineide,
    nenhuma maravilha no que escrevo. Toda maravilha no que você diz dos meus escritos. Mas o que você diz dos meus escritos diz muito mais de você, da sua generosidade… Obrigado!
    Bjs,
    Tarlei






© 2017 - ArteVida – A vida sem a arte é insustentável – Blog do Tarlei Martins - todos os direitos reservados
Design: V1 Digital - desenvolvido em WordPress