Pela Internet ©
Categoria: Música

Por mais que me custe admitir, sinto que é chegada a hora de pensar em mais um up-grade tecnológico.

Depois do Google Docs, não tem mais sentido ficar dependendo de Office e de pen drive. Depois do iPhone, só os tecnossauros se contentam com um celular convencional. Depois do iPad, não ter tablet é passar atestado de fobia tecnológica. Depois do iCloud, ninguém mais pensa em ter arquivos locais. Depois do Instagram, quem mais quer saber de câmera digital?

Por essa mínima amostra, e a amostra não pode ser aumentada porque meu conhecimento não permite, dá pra sentir o quanto atrasado estou. Dessa amostra, só tenho algum vago interesse pelo Google Docs. É hora de ter meus textos guardados num único lugar e acessíveis de qualquer lugar. Quando digo acessíveis de qualquer lugar estou dizendo qualquer lugar com Internet, embora a ressalva nem precisasse ser feita já que qualquer lugar, hoje, tem Internet. Tenho os textos todos num único pen drive, mas há o risco de eu esquecer de levá-lo, de eu perdê-lo, há o risco de vírus etc. A próxima investida, então, será a migração de tudo para o Google Docs. Pensei em tudo isso por causa de um livro que estou planejando. A idéia está a galope e dela só apeio com o livro pronto. O livro, na verdade, está pronto. Eu só preciso desenhar um encaixe bacana para enfeixar os textos. Se tudo correr como planejo, o livro ficará pronto muito antes da data prevista para o lançamento privê. Uma amiga conhecedora da minha faceta pouco pragmática não se conteve: “Você acredita mesmo em tudo isso que tá dizendo?”. É claro que não. E só por isso é que tudo vai acontecer exatamente como estou planejando.

© Nota de canapé: Samba do setentão Gilberto Gil, que atualiza o antológico samba Pelo telefone, tido pelos entendidos como o primeiro samba gravado.


(2)


    Angela Delgado
    14 de dezembro de 2012

    Oba! Então, a gente vai se conhecer no lançamento!
    Vê se apressa isso…


    Tarlei
    14 de dezembro de 2012

    Querida Angela,
    não dê muito crédito a esses assomos de pragmatismo. O blog, por exemplo, debutou no ciberespaço exatamente dois anos depois de eu ter dito em tom peremptório: “Tá decidido. Inauguro até o fim do ano o meu blog”. Que não seja esse o destino do livro que estou planejando. Nada posso garantir.
    Abs,
    Tarlei






© 2017 - ArteVida – A vida sem a arte é insustentável – Blog do Tarlei Martins - todos os direitos reservados
Design: V1 Digital - desenvolvido em WordPress