Salve geral ©
Categoria: Cinema

(PSiu: escrito em meados de 2010 por ocasião de um tiroteio havido no Setor Bancário Sul de Brasília. O leitor notará um arremedo barato do grande Guimarães Rosa, que se encantou num 19 de novembro. Notará, ainda, umas citações literais do Grande sertão: veredas deliberadamente desaspeadas.)

– Qual nada! Tiros que se ouviu foram de briga de homem sim. O leitor mire e veja: a violência está em toda parte. Ouvidos desacostumados, a gente ordeira indistingue um tiro de um traque… E o perigo solto. O diabo solto no meio do concreto. Por modo que do perigo quase que não se suspeitava. Era briga de homem, cinco, disseram – o diabo esteja! Quem tomou ciência do perto perigo assustou-se de muito tremer, correr em busca de proteção. Um houve que teve bala no rente da pele. Da briga se conjecturou: acerto de contas, rixa de mal-querências, disputa por mando… De certo pouco se soube, pouco souberam os homens soldados, ditos da lei. O tiroteio? Aconteceu trasantontem, sol claro, meio-dia, nas vistas de quantos passantes havia no setor dito bancário. O pânico de muitos e os bandidos desalcançados, transvistos por ninguém não… O leitor crê na minha narração? Conto mal e mal. Contar é muito, muito dificultoso. Também não carece contar ao leitor, no tinte, o mais que se mereceu. Basta um vulto ligeiro de tudo. Para contar seguido, alinhavado, só mesmo sendo as coisas de rasa importância. Viver – não é? – é muito perigoso. Isso sei. Das muitas outras coisas, desconfio. Deus esteja!

© Nota de canapé: Filme assustador sobre esse mundo de gente da lei e fora da lei.


(2)


    Rosa Amélia
    24 de novembro de 2012

    Lindo, lindo, Tarlei. Adorei… Que sensibilidade…


    Tarlei
    24 de novembro de 2012

    Rosa,
    uma honra a visita de uma quase (ou já?) doutora em Rosa, mesmo tendo sido uma visita guiada (rsrs…).
    Abs,
    Tarlei






© 2017 - ArteVida – A vida sem a arte é insustentável – Blog do Tarlei Martins - todos os direitos reservados
Design: V1 Digital - desenvolvido em WordPress