Senhas ©
Categoria: Música

Não é fácil driblar as chatices tantas que nos assolam. Se a gente descuida, se a gente não se fecha numa recusa à prova de senhas, as chatices tomam conta. Quer coisa mais chata que esses programas de fidelidade? É Dotz, é Tam, é Tim – e basta esse trio para se ter toda a dimensão da chatice que nos rodeia. Quer chatice maior do que ficar controlando pontos de relacionamento? Do que ficar acompanhando regras – regras que mudam sem parar? Tem coisa pior do que ficar de olho nas vantagens e promoções das operadoras de telefonia? Tem ridículo maior do que ficar recitando o CPF nos estabelecimentos participantes do programa Nota Legal (programa aqui de Brasília)? Alguém pode ser saudável se se dispõe a gastar tempo em busca de ofertas em sites de compras coletivas? Eu tenho arrepios quando ouço menção a sites da espécie. Na vida profissional, tolero chatices em série. Na vida civil, nem vem que não tem. São várias as senhas de assédio que nos querem presos a certas chatices. Tenho um faro apurado para todas elas e não me abro para nenhuma. Tenho um código de acesso restritíssimo. No momento, só estou preocupado em ativar a senha de acesso ao fim de semana. É questão de poucas horas e o acesso estará liberado.

Ótimo fim de semana para todos nós!

© Nota de canapé: Música da Adriana Calcanhotto.


(0)





© 2017 - ArteVida – A vida sem a arte é insustentável – Blog do Tarlei Martins - todos os direitos reservados
Design: V1 Digital - desenvolvido em WordPress